Birkat Ram é um lago natural no nordeste das Colinas de Golã, perto os assentamentos de Hadaraz e os assentamentos de Hajag. Em árabe era chamado de “Ran” e foi chamada por Flávio Josefo como “O balde” ou a tigela. Sua forma é redonda e suas águas são doces e claras. Hoje a lagoa funciona como reservatório de água, e em suas margens crescem as safras frutíferas da região.

Uma pequena escultural foi encontrada na região do lago e é muito importante na arqueológica. A estatueta Vênus de Birkat Ram ou Vênus do Golan, é considerada a mais antiga representação artística de uma figura humana que existe até hoje em registros arqueológicos.

A Vênus de Berekhat Ram é uma pedra encontrada no verão de 1981, pelo arqueólogo Naama Goren-Inbar, da Universidade Hebraica de Jerusalém. Em um artigo, Goren-Inbar e o vulcanologista Sergiu Peltz (1995) afirmam que foi a rocha modificada para representar uma figura humana feminina, identificando-o como um possível artefato feito pelo Homo Erectus do último período acheuliano, no início do Paleolítico Médio. O termo “Vênus” segue a convenção para rotular outras estatuetas de Vênus que já foram encontradas no período Paleolítico Superior. Essa afirmação é contestada por outros pesquisadores.

Birkat Ram está localizado na extremidade noroeste do campo vulcânico Harat a-Sham, perto da fronteira dos efluentes de basalto do periodo Pleistoceno do norte das Colinas de Golã, junto as encostas do Monte Hermon. O lago é uma cratera vulcânica, resultado de erupção de um vulcão que acabou explodindo, cuja cratera foi preenchida ou saturada com água subterrânea. A borda oval tem cerca de 1.000 a 1.200 m de tamanho e está submersa em relação ao seu contorno por cerca de 30-120 m. No fundo encontram-se rochas piroclásticas com sedimentos a uma profundidade de cerca de 90 m, cobertas por águas pouco profundas – cerca de 10 m. Abaixo disso, existe um basalto com pelo menos 180 m de espessura, que preenche a cavidade diatérmica.