A Caverna de Avshalom (hebraico: מערת אבשלום), também conhecida como Gruta de Soreq (em árabe: مغارة سوريك, Mghar Suriq) ou Caverna de Estalactites (Hebraico: מערת הנטיפים, Me’arat HaNetifim), é uma caverna de 5.000 metros quadrados no lado oeste do Monte Ye’ela, nas colinas da Judéia em Israel, é única por sua densa concentração de estalactites e outras formações de cavernas.

A caverna tem sido o foco da pesquisa paleoclimática, que permitiu a reconstrução do clima semi-árido da região nos últimos 185 mil anos.

De acordo com o geólogo americano James Aronson, a Reserva Natural da Caverna Soreq é a pedra de Rosetta da história climática do Mediterrâneo Oriental.

Hoje, administrada pela Autoridade de Parques, Jardins e Natureza de Israel, o local é preparado para receber até mesmo pessoas com deficiências físicas, e fica aberto na maior parte do ano.

EM uma região alta das montanhas da Judéia, da entrada para a Gruta de Soreq  pode-se se ver uma outra grande gruta com sua abertura exposta, que é conhecida como Gruta de Sansão, por se localizar na região bíblica onde vivia o herói bíblico com o mesmo nome.

Algum tempo depois, na época da colheita do trigo, Sansão foi visitar a sua mulher e levou-lhe um cabrito. “Vou ao quarto da minha mulher”, disse ele. Mas o pai dela não quis deixá-lo entrar.
“Eu estava tão certo de que você a odiava”, disse ele, “que a dei ao seu amigo. A sua irmã mais nova não é mais bonita? Fique com esta no lugar da irmã”.
Sansão lhes disse: “Desta vez ninguém poderá me culpar quando acertar as contas com os filisteus! “
Então saiu, capturou trezentas raposas e as amarrou aos pares pela cauda. Depois prendeu uma tocha em cada par de caudas,
acendeu as tochas e soltou as raposas no meio das plantações dos filisteus. Assim ele queimou os feixes, o cereal que iam colher, e também as vinhas e os olivais.
Os filisteus perguntaram: “Quem fez isso? “, responderam-lhes: “Foi Sansão, o genro do timnita, porque a sua mulher foi dada ao seu amigo”. Então os filisteus foram e queimaram a mulher e seu pai.
Sansão lhes disse: “Já que fizeram isso, não sossegarei enquanto não me vingar de vocês”.
Ele os atacou sem dó nem piedade e fez terrível matança. Depois desceu e ficou numa caverna da rocha de Etã.
Os filisteus foram para Judá e lá acamparam, espalhando-se pelas proximidades de Leí.
Os homens de Judá perguntaram: “Por que vocês vieram lutar contra nós? ” Eles responderam: “Queremos levar Sansão amarrado, para tratá-lo como ele nos tratou”.
Três mil homens de Judá desceram então à caverna da rocha de Etã e disseram a Sansão: “Você não sabe que os filisteus dominam sobre nós? Você viu o que nos fez? ” Ele respondeu: “Fiz a eles apenas o que eles me fizeram”.
Disseram-lhe: “Viemos amarrá-lo para entregá-lo aos filisteus”. Sansão disse: “Jurem-me que vocês mesmos não me matarão”.
“Certamente que não! “, responderam. “Somente vamos amarrá-lo e entregá-lo nas mãos deles. Não o mataremos. ” E o prenderam com duas cordas novas e o fizeram sair da rocha.
Quando ia chegando a Leí, os filisteus foram ao encontro dele aos gritos. Mas o Espírito do Senhor apossou-se dele. As cordas em seus braços se tornaram como fibra de linho queimada, e os laços caíram das suas mãos.
Encontrando a carcaça de um jumento, pegou a queixada e com ela matou mil homens.
Disse ele então: “Com uma queixada de jumento fiz deles montões. Com uma queixada de jumento matei mil homens”.
Quando acabou de falar, jogou fora a queixada; e o local foi chamado Ramate-Leí.
Sansão estava com muita sede e clamou ao Senhor: “Deste pela mão de teu servo esta grande vitória. Morrerei eu agora de sede para cair nas mãos dos incircuncisos? “
Deus então abriu a rocha que há em Leí, e dela saiu água. Sansão bebeu, suas forças voltaram, e ele recobrou o ânimo. Por esse motivo essa fonte foi chamada En-Hacoré, e ainda lá está, em Leí.
Sansão liderou Israel durante vinte anos no tempo do domínio dos filisteus.

Juízes 15:1-20

Gruta de Sansão

A gruta de Sansão pode ser acessada por uma trilha desde o riacho de Soreq na parte baixa do vale, mas todo cuidado é pouco pois o acesso é bem íngreme.

Gruta de Soreq ou Caverna de Estalactites

A caverna tem o nome de Avshalom Shoham, um soldado israelense morto na Guerra de Atrito.

Localização

A Caverna de Avshalom, Gruta de Soreq, está situado perto de Hartuv, 3 km a leste de Bet Shemesh, Israel.

Descoberta

A caverna foi descoberta acidentalmente em maio de 1968, quando foram utilizados explosivos para uma pedreira ao lado.

Após a sua descoberta, a localização da caverna foi mantida em segredo por vários anos por medo de danos aos seus tesouros naturais.

Turismo

A caverna está agora aberta aos visitantes, no coração da Reserva Natural Avshalom com 67-dunam, declarada em 1975. Em 2012, um novo sistema de iluminação foi instalado para evitar a formação e crescimento de algas.

Descrição

A caverna tem 83 m de comprimento, 60 m de largura e 15 m de altura.

A temperatura e a umidade da caverna são constantes durante todo o ano.

Algumas das estalactites encontradas na caverna têm quatro metros de comprimento e algumas foram datadas com 300 mil anos de idade. Alguns encontram estalagmites para formar pilares de pedra.

Centro de informações

Um centro de informações opera na Reserva de Caverna de Estalactites, que é responsável por orientar o público em geral em intervalos regulares, bem como orientar grupos escolares, viagens na área ao redor da caverna e atividades especiais, como passeios noturnos, entre outros.

Os grupos devem reservar sua visita com antecedência, ligando para 02-9911117. Aos sábados e feriados, uma gravação fornece informações sobre taxas e horas. O número de fax na reserva é 02-9990215.

Serviços adicionais

Uma lanchonete e uma loja de lembranças operam na reserva.

Acesso para deficientes: mediante reserva prévia, os veículos podem chegar à área próxima ao centro de recepção de visitantes adjacente à caverna. Com assistência, os visitantes com dificuldades de mobilidade podem alcançar a plataforma de observação central na caverna. O movimento após esse ponto é limitado por causa de vários lances de escada e da largura da passarela.

Dias e Horas de Visitas

Outubro-março (inclusive) 08: 00-16: 00
Abril a setembro (inclusive) das 08:00 h às 17:00 h

O caixa fecha uma hora antes do fechamento do site!

Nas sextas-feiras e nos feriados, a reserva fecha uma hora mais cedo.

Na véspera do Ano Novo Judaico (Rosh Hashaná), do Dia da Expiação (Yom Kippur) e da Páscoa (Pessach), a reserva fecha ao meio-dia.

A reserva está fechada no Dia da Expiação(dia de Yom Kippur).

Prezado visitante, observe as seguintes regras:
• Ande na caverna e por toda a reserva apenas na trilha.
• As estalactites e estalagmites são tesouros naturais protegidos por lei. Não toque neles.
• Fumar e comer na caverna são proibidos.
• Animais de estimação são proibidos na caverna.
• Fotografia e filmagem só são permitidas em horários específicos e principalmente em uso de flash.
• Tours das cavernas são por grupo. Por favor, não se desvie do seu grupo.
• Por favor, mantenha suas vozes baixas.
• Por favor, observe as instruções da equipe e dos guias.

Similar Posts