O Vale de Jezreel é o mais importante vale no Norte de Israel e é também conhecido como o Vale do Armagedom, o local da Batalha Final do Apocalipse descrito pelo Apóstolo João

Neste vale imenso aconteceram as principais batalhas desde a antiguidade até a era moderna durante a conquista da região pelo Império Britânico.

Vale de Megido

Um dos mais importantes sítios arqueológicos em Israel, Tel Megido ou Colina de Armagedom contém um dos remanescentes históricos de Megido, uma cidade fortificada em um ponto estratégico no caminho entre o Egito, Síria e Mesopotâmia. Megido servia como importante cruzamento de grandes batalhas históricas.

Está mencionada em documentos com mais de 3.500 de idade. Como sendo uma das cidades, dos estábulos dos reis Salomão e Acabe, e como um sítio de Josias, rei de Judá.

Em 1918 os inglenses derrotaram alí os turcos otomanos, e em 1948, durante a guerra da independência, os israelenses prevaleceram contra os árabes que invadiram bem próximo dali em Mishmar Haemek.

O nome Vale de Jezreel é por causa da cidade bíblica de Jezreel que está localizada bem no centro do vale entre seu lado ocidental e o lado oriental, aos pés do Monte Gilboa.

Revolução Agrícola na Idade da Pedra

Durante as escavações ainda ficou um mistério: o que fazia bem no fundo do poço dois esqueletos humanos cerca de 8500 anos atrás?

A escavação foi dirigida pela Autoridade de Antiguidades de Israel, antes de expandir junção HaYogev pela Companhia Nacional de Estradas. O poço raro e bem preservado, vai ser exibido ao público.

Em escavações recentes realizadas pela Autoridade de Antiguidades em Einot Nissnit a borda ocidental da junção Vale de Jezreel para expandir a Rota 66, uma rara e bem exposta descoberta desde o período Neolítico. Arqueólogos estimam que o poço foi construído 8.500 anos atrás.

Durante as escavações, em uma grande profundidade foram descobertos ossos bem conservados de uma mulher de cerca de 19 anos, e um homem mais velho. Como estes foram parar ali? Foi um acidente – ou assassinato? E agora, a resposta é um mistério.

Disse Yotam Tepper, o diretor da escavação, em nome do Antigüidades de Israel, “O que está claro é que, após a queda, o poço ficou no desconhecido, e estava fora de uso, assim as ossadas ficaram bem conservadas. Tepper acrescenta que “é impressionante o achado, que está associado com a tecnologia agrícola antiga e ver que serviu aos moradores para a subsistência e renda. Bem construído de pedras na parte superior, e esculpido na rocha na parte inferior. A abertura, com a profundidade de 8 m , e na parte superior de 1,3 m de diâmetro. De acordo com Tepper, “no poço muitas descobertas que indicam a identidade do casal -. Estes são os primeiros agricultores do Vale de Jezreel que foram descobertos até hoje, e a descoberta incluem, entre outros, lâminas de sílex que foram utilizados para a colheita, bem como pontas de flechas e ferramentas de escavação de pedra, bem como ossos de animais que foram coletados, e outros resultados orgânicos e carvão – o que permitirão estudos futuros sobre a domesticação de plantas e animais, bem como a data e a idade exata do poço com a ajuda de métodos avançados de datação absoluta “.

“Bem, isso que foi exposto no Vale de Jezreel mostra a capacidade de montar uma lista dos antigos habitantes do local, e o amplo conhecimento nas áreas de hidrólogos e geólogos do ambiente, permitindo solo de calcário chegassem até o lençol freático. Sem dúvida que as escavações de pedreiras eram bem envolvidas era um esforço público -. Uma comunidade que durou bastante tempo” Tepper diz.

Segundo o Dr. Omri Barzilai, chefe da pré-história do IAA, “os poços a partir deste período são os únicos encontrados na arqueologia da Terra de Israel, e, possivelmente, até mesmo mundo pré-histórico. Os mais antigos poços do Mundo foram achados ​​em Chipre, e apontou para o início do fenômeno da domesticação: Parece que as pessoas têm tentado encontrar maneiras de manter sua água potável livre de possível contaminação por animais domésticos e, portanto, confinado a água em locais que não são acessíveis a eles. Os poços tinham uma vantagem. Mais importante:.. o acesso fornecido a uma fonte de água está disponível, os poços chegaram no continente 1.000 anos depois de no Chipre, isto previamente descoberto em Atlit Yam em Israel, e agora outra boa descoberta neste período, em ‘Einot Nissnit’, a exposição dos poços estarão revelando importantes contribuições para o estudo da cultura e da economia humana em um tempo em que ainda não haviam sido inventados a cerâmica e o metal. ”

A Israel Autoridade de Antiguidades de Israel e da Companhia Nacional de Estradas vai preservar o local e apresentar alguns dos locais nos arredores de Tel Meguido em diferentes períodos.

Similar Posts