Após duas décadas vivendo no Estado de Israel, com o tempo parece que me acostumei mal com coisas simples que fazem tanta diferença neste país, e este é o motivo pelo qual tive a iniciativa de escrever uma série de artigos relativos ao que chamo de Um Fenômeno Chamado Israel.

Creio que o Estado de Israel está longe de ser perfeito, está longe de ser o mais avançado, o mais amigável e o mais seguro dos países na terra, porém existem aqui pequenos detalhes que tornam a vida daqueles que vivem nele um tando mais fácil que a grande maioria dos países no Mundo, neste primeiro artigo estarei falando de transporte público, sem destacar as diferenças tão comuns que há em relação ao Brasil e outros países, somente revelando o que há aqui, e você, poderá tomar a liberdade de comparar.

Viajando de Trem em Israel para o Trabalho

Para começar, iniciei este artigo na estação central da cidade de Modiin, rumo ao maior centro empresarial do país, Tel Aviv.

A primeira sensação de quem chega é se perguntar do lado de fora se é esta mesmo a estação principal da cidade, pois a relativa aparência pequena do lado de fora, é rapidamente apagada ao descermos os degraus da escada rolante, lá embaixo tudo parece muito maior.

Só existem duas caixas para a compra de bilhetes, uma delas nem mesmo está ocupada, mas se você se virar ao lado, encontrará mais 5 máquinas automáticas para compra de bilhete, nelas você pode escolher seu destino, se vai e volta, se quer mais de um bilhete e os meios de pagamento são notas, moedas, cartões de crédito ou Rav Kav, uma espécie de cartão de créditos para transporte, o que pode ser adquirido anteriormente.

Após a compra do bilhete, passa-se pelas roletas eletrônica, algo semelhante ao do metrô do Rio de Janeiro e segue-se para as plataformas.

Desci ainda mais de escada rolante para as plataformas onde ficam os trens, notei que ao lado ficava um elevador para os deficientes, bem como outro que ficava na parte superior da estação.

Notei que todos os trens ficam fechados afim de preserva o ar-condicionado. Ao chegar no trem, fui até uma porta onde havia um sinal para paraplégicos  e apertei o botão indicado para abrir a porta. Uma pequen base saiu do trem em direção a plataforma, ela é utilizada para dar acesso automaticamente a cadeiras de rodas, e ai, ao final, a porta se abriu. Aqui, em se tratando de transporte público, tudo é acessível aos deficientes.

Ao entrar dentro do vagão notei algumas coisas que chamam bastante atenção para os usuários, uma marcação de um local para colocar bicicletas e malas, do outro lado, acesso ao banheiro, e em todas as paredes do trem existem saídas de emergência, extintores e em cada vagão um área de primeiro socorros, notei que havia até um armário com a inscrição nele “maca”, freios de emergência é óbvio e o mais esperado por quem precisa, tomadas para carregaram computadores e celulares por todas parte, além de adesivos indicando “wi-fi grátis”.

Trem-em-Israel-3

É verdade que o preço do transporte não é barato, mas o conforto é sem dúvida algum incomparável, as cadeiras são semelhantes as de ônibus de viagem e entre a metade delas existem pequenas mesas que permitem você a colocar o computador, o celular ou o tablet. Eu normalmente aproveito a viagem para trabalhar no computador ou fazer pesquisas, outros utilizam para ver filmes, ouvir músicas e etc.

As janelas do trem são bem panorâmicas com um filme suave que diminui a densidade da luz do Sol mas continua permitindo a você aproveitar a viagem, se o sol estiver muito forte mesmo é possível baixar uma espécie de persiana japonesa semi-transparente que diminui ainda mais a luz.

O trem, mesmo não sendo elétrico como no Brasil, é bem silencioso e garante uma viagem tranquila e ótimas condições para tirar uma soneca.

Nos dias de hoje pode-se viajar pelo país a fora, de norte a sul, e até mesmo de Tel Aviv para Jerusalém, mas o governo ainda está construindo  outra linha rumo a Beit Shean no Vale do Jordão e outra deverá ser construida rumo ao extremo sul, Eilat.

Na região litorânea e central, o trem é sem dúvida alguma o transporte mais rápido e mais confortável, e é um dos veículos preferidos até mesmo para aqueles que vão e vem do aeroporto Ben Gurion.

A administração dos trens em Israel têm investido muitos recursos na melhora dos serviços e neste ano entrou em vigor algo simplesmente encantador, são centenas de jovens estudantes no país, contratados pela empresa dos trens para tocar pianos nas estações do país afora. Então, se você decidir utilizar este transporte, não estranhe se você puder aproveitar para ouvir um recital rumo ao seu destino.

Se você deseja saber mais detalhes sobre os trens de Israel e os horários de funcionamento, acesse o site da empresa de transportes aqui(em Inglês, Hebraico, Árabe e Russo):

Israel Railways

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *